quarta-feira, 28 de março de 2018

Grupo de gestantes conhece maternidade do Hospital de Ensino Alcides Carneiro


O grupo que visitou à maternidade do Hospital de Ensino Alcides Carneiro
 
Conhecer e estabelecer vínculo com a maternidade na qual serão realizados atendimentos durante o pré-natal e o parto é um direito de todas as gestantes. Por isso, o Ambulatório Escola da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) promoveu, junto com alunos de Enfermagem da instituição, uma visita à maternidade do Hospital de Ensino Alcides Carneiro, para um grupo de gestantes e seus acompanhantes, no mês de março. A iniciativa faz parte das atividades do Curso para Gestantes, oferecido no Ambulatório há 11 anos.

Na ocasião, eles conheceram o balcão de atendimento, a sala de espera, as salas de atendimento médico, o alojamento conjunto, onde ficam as mulheres que ainda não estão em trabalho de parto e as que já deram à luz, com espaço para os bebês e visitantes. Além de se familiarizarem com a sala específica para o parto e os instrumentos que auxiliam na operação. Ainda durante a visita, as gestantes receberam orientações sobre os cuidados que devem ter nas dependências da maternidade, o que levar na mala do recém-nascido e da mãe, entre outras dicas.

“Nós fazemos todo o percurso como se elas estivessem dando entrada para o parto. Isso é muito positivo, pois elas percebem que têm direito à acompanhante e que elas não estarão sozinhas, além do próprio serviço da maternidade ter a oportunidade de orientar essas gestantes. A visita também diminui a ansiedade desse período da expectativa de dar à luz”, conta Aline Furtado, enfermeira da FMP/Fase que é responsável pelo Curso para Gestantes.

Ao final da atividade, a equipe se reuniu com as gestantes e seus acompanhantes para um bate-papo, onde eles puderam contar como foi o reconhecimento do local. Para Thatiane da Silva Augusto, que está grávida de oito meses, a visita permitiu o esclarecimento de muitas dúvidas para quando chegar a hora do parto.  “Eu adorei a visita à maternidade. Foi bem além das minhas expectativas. Eu adquiri muitas informações importantes que eu não sabia e indico às outras pessoas a fazerem isso também antes de irem ganhar o bebê. Eu não tinha a mínima ideia de como arrumar e o que levar para o hospital, mas após o tour, pude ter um pouco mais de segurança”, conta.  

A realização dessas atividades, assim como o Curso para Gestantes, são também momentos de prática e crescimento profissional para os alunos da graduação, e dos Programas de Residência Médica, Multiprofissional e Área Profissional da Saúde da FMP/Fase. Além de criar uma consciência de um atendimento mais humanizado.

 “O crescimento profissional vem justamente no vínculo que criamos com a paciente e na prática que estamos vivenciando. Isso interfere na minha construção de pensamentos e atitudes, de como eu posso mudar e acrescentar na vida da gestante. Eu acredito em um parto mais humano, com amor, com carinho e respeito por aquela vida que está sob os meus cuidados. É uma experiência maravilhosa, me sinto privilegiada de estar conhecendo a história de cada uma”, conta a aluna do 7º período de Enfermagem da FMP/Fase, Maria Eduarda da Silva Possato. 

Curso para Gestantes

O Curso para Gestantes existe no Ambulatório Escola da FMP/Fase desde 2007 e, durante os encontros, as futuras mamães são orientadas sobre mudanças físicas, psíquicas, emocionais e sociais que ocorrem com a mulher e na família durante a gestação. Elas também são informadas sobre os cuidados higiênicos com o recém-nascido, com o coto umbilical (parte do cordão umbilical  ligado à barriga do bebê), o aleitamento materno, o parto, o planejamento familiar, e sinais de alerta produzidos pelo bebê. As reuniões acontecem semanalmente às terças-feiras, às duas horas da tarde.

O curso atende ao programa Rede Cegonha, uma estratégia do Ministério da Saúde, instituída pelo SUS (Sistema Único de Saúde), que busca um novo modelo de cuidado com a saúde da mulher e da criança, com foco na atenção a gravidez, ao parto e ao pós-parto, e o desenvolvimento saudável do recém-nascido.
 
Mais fotos:

 

Centro de Imagens do Hospital de Ensino Alcides Carneiro registra aumento nos atendimentos


 
O Centro de Imagens do Hospital de Ensino Alcides Carneiro, inaugurado no ano passado, registrou um aumento de 80% no número de atendimentos, este mês, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde. Esse resultado foi possível graças a recursos disponibilizados pela Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) para a implantação de serviços de ressonância magnética na unidade.

Com os investimentos de R$ 1,2 milhão realizados pela faculdade, o Centro de Imagens do hospital conta, hoje, com um tomógrafo e um mamógrafo com capacidade de digitalização dos exames de raios-x e mamografia, e um Sistema de Arquivamento e Comunicação de Imagens para esses e outros exames, como os de tomografia, ultrassonografia e ressonância magnética.

A mudança do sistema analógico para o digital garante a qualidade das imagens dos exames, economia de recursos financeiros e de espaço físico do hospital e rapidez na visualização dos exames e, consequentemente, do diagnóstico médico.

Por conta de sua vocação educacional, a FMP/Fase investe na rede de saúde da cidade e mantém intensa parceria com o maior hospital público do município – o Hospital de Ensino Alcides Carneiro – com o objetivo de oferecer a seus alunos um ensino de excelência, beneficiando a população que usufrui desses serviços.

O Centro de Imagens ganhou, neste mês, um reforço com os novos residentes do Programa de Radiologia e Diagnóstico por Imagem da FMP/Fase, que irão colaborar com os atendimentos realizados pelo setor. Além disso, Petrópolis passou a contar com a atuação de residentes de outras especialidades, nas Unidades de Saúde da Família, no Ambulatório Escola, em Cascatinha, e também no hospital. O grupo é formado por enfermeiros, psicólogos, nutricionistas e médicos, que atendem às especialidades de Atenção Básica, Obstetrícia e Ginecologia, Enfermagem em Terapia Intensiva, Anestesiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Medicina de Família e Comunidade, Neonatologia, e Pediatria.

Avanços na mastologia

Os investimentos realizados no Centro de Imagens pela FMP/Fase também auxiliaram nos atendimentos em mastologia. De acordo com a pesquisa realizada pelo mastologista e professor da FMP/Fase, Carlos Vinícius Pereira Leite, a unidade registrou um aumento de 37% no volume de cirurgias, em 2017.

No ano passado, o médico capacitou 200 médicos e enfermeiros, e 350 agentes comunitários de saúde atuantes em Petrópolis, através do projeto "Capacitação das equipes da Estratégia Saúde da Família - um caminho para implementar a prevenção secundária do câncer de mama", uma parceria da FMP/Fase com o hospital, o governo municipal e a Roche.

FMP/Fase lança especialização em Gestão de Projetos




A Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) está com inscrições abertas para nova especialização em Gestão de Projetos, em Petrópolis. Serão 360 horas de carga horária, em 24 meses, com encontros aos sábados e previsão de início em abril. Além de fundamentos em estratégia serão abordados no curso temas como estratégia e planejamento, finanças, riscos e recursos, empreendedorismo, comunicação e qualidade.

“O aluno do curso será motivado a trabalhar com algum problema/oportunidade real de sua organização. Pode ser um projeto de longo prazo que possa ser utilizado durante todo o curso ou diversos projetos que forem surgindo. A cada disciplina serão trabalhadas as ferramentas e metodologias em casos práticos”, explica o coordenador da especialização, Gladistone Afonso.

Mestre em Gestão de Sistemas de Engenharia, pós-graduado em Gestão de Projetos e graduado em Sistemas de Informação, o professor é empresário desde 1994. Com a certificação de Profissional de Gerenciamento de Projetos (PMP), do Project Management Institute (PMI), Gladistone trabalha há mais de 20 anos na área de TI. “Projetos são os pilares do que eu faço. Afinal, desenvolver software é fazer projetos”, diz.

Segundo o professor, entre os objetivos da especialização estão apresentar as melhores práticas de gestão de projetos encontradas no guia Project Management Body of Knowledge (PMBOK), segundo a visão do PMI; agregar fundamentos da gestão empresarial, que sirvam de base para a aplicação das práticas, como diferencial competitivo do gerente de projetos; estudar ferramentas de gestão e comparar outras metodologias consagradas, além da visão PMI, aplicadas em diversos países, bem como demonstrar técnicas adotadas nas empresas na área de projetos e consultoria.

Outras informações sobre o curso e as inscrições estão disponíveis no site da faculdade: http://www.fmpfase.edu.br/pos/SitePos/.
 

terça-feira, 27 de março de 2018

Encontro na FMP/Fase discutirá acessibilidade e inclusão no país


Acessibilidade e inclusão estarão em debate no 1º Seminário da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) sobre Deficiência, Pobreza e Inclusão no Brasil. O encontro acontecerá no dia 4 de abril, das 14h às 19h, no campus da instituição, em Petrópolis. A organização é do Núcleo de Informação, Políticas Públicas e Inclusão Social (Nippis), vinculado à FMP/Fase e à Fiocruz.

Durante o seminário acontecerá o lançamento da edição da Revista Ciência e Saúde Coletiva, da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), com o tema “Proteção social, cidadania e acesso: os desafios do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social - BPC”. A publicação disponibiliza de forma inédita, na área de saúde no Brasil, os áudios dos artigos científicos da seção temática, buscando contribuir para a ampliação do acesso à literatura acadêmica, segundo a pesquisadora do Nippis Cristina Maria Rabelais Duarte, que organizou a edição temática ao lado do pesquisador da ENSP/Fiocruz Nilson do Rosário Costa.

O Nippis divide a organização do seminário com a Comissão de Acessibilidade da FMP/Fase, que defende e trabalha o acolhimento na instituição, sem distinções. Esse é o ponto que será abordado na abertura do encontro pela supervisora geral da instituição, Maria Isabel de Sá Earp de Resende Chaves, ao lado de Paulo Cesar Guimarães, diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis, Ana Maria Rodrigues dos Santos, coordenadora de Pesquisa e Pós-graduação da FMP/Fase e convidados.

Mestre em Saúde Pública e Meio Ambiente, com experiência nas áreas de políticas públicas para pessoas com deficiência e funcionalidade reduzida, de saúde coletiva e do trabalhador, o professor e pesquisador do Nippis, Miguel Marcelino, abordará o tema “Deficiência: sobre o que estamos falando?”. Já a professora Izabel Maria Madeira Loureiro Maior, mestre em Medicina Física e Reabilitação, falará, na sequência, sobre “Deficiência, Pobreza e Inclusão: os desafios brasileiros e para a saúde”. A professora foi secretária nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, e hoje integra os conselhos carioca e estadual que defendem a integração da pessoa com deficiência no Rio de Janeiro.

A palestra “Deficiência, pobreza e inclusão: os desafios para a comunicação e informação em saúde” será conduzida por Aline de Souza Alves, mestre em Informática, membro do Comitê Fiocruz de Acessibilidade e Inclusão das Pessoas com Deficiência. Por sua vez, Cristina Rabelais Duarte, doutora em Políticas Públicas e mestre em Epidemiologia, enfocará a “Experiência de prática inclusiva e acessível de produção científica em saúde”.

Depois, ocorrerá o lançamento da revista da Abrasco e a abertura da exposição dos trabalhos da artista Plástica e poeta Virgínia Celeste Vendramini. Cega, Virgínia foi professora de Língua Portuguesa no Instituto Benjamin Constant, durante 27 anos. Ela possui dois livros, premiados em concursos literários e poemas publicados em oito antologias, sendo uma de poetas luso-brasileiros.

 “Desenvolvendo competências para lidar com as adversidades” será a pauta da palestra da coach Claudia Nassif, especialista em Coaching Executivo, de Carreira e de Vida. Para encerrar os trabalhos, o painel “Cenário da inclusão no Brasil (educação e empregabilidade)” terá como palestrante o educador físico Valmir de Souza, pós-graduado em Fisiologia do Exercício e Esporte Adaptado. Ele é cofundador da Biomob Soluções Inovadoras em Acessibilidade, diretor da ONG Giro Inclusivo e conselheiro municipal de Transporte e Trânsito de São Paulo.
Outras informações sobre o 1º Seminário da FMP/Fase sobre Deficiência, Pobreza e Inclusão no Brasil e as inscrições, que devem ser realizadas gratuitamente até 3 de abril, estão disponíveis no site: www.fmpfase.edu.br

segunda-feira, 26 de março de 2018

FMP/Fase participa da criação da “Carta de João Pessoa”


A Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) marcou presença no seminário preparatório sobre “O SUS diante das violências: vivências, resistências e propostas”, realizado em João Pessoa, na Paraíba, nos dias 20, 21 e 22 deste mês. O evento, promovido pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), teve como objetivo debater e levantar sugestões de enfrentamento a todos os tipos de violência e conflitos nos territórios de serviços de saúde.

Um dos resultados do encontro foi a redação da “Carta de João Pessoa”, um documento que contém propostas que surgiram ao longo dos debates. Pensar em uma saúde visando à valorização das particularidades dos povos indígenas e comunidades tradicionais ou quilombolas; incluir disciplinas que tenham como temática as relações humanas na saúde, ética, cidadania e violência; e garantir à população LGBT o acesso às PICS (Práticas Integrativas e Complementares), são exemplos de tópicos destacados na carta. 

A carta está sendo redigida de forma colaborativa entre o coordenador de Projetos e Extensão da FMP/Fase, Ricardo Tammela, e outros profissionais e estudantes presentes no seminário. Ela será apresentada no 12º Congresso Nacional de Saúde Coletiva, marcado para julho deste ano, no Rio de Janeiro.

Ricardo Tammela, coordenador de Projetos e Extensão da FMP/Fase, durante o evento promovido pela Abrasco: “O SUS diante das violências: vivências, resistências e propostas”.

O coordenador de Projetos e Extensão da FMP/Fase, Ricardo Tammela, com estudantes, professores e profissionais da saúde de diferentes regiões do país.

Revisão Sistemática Cochrane


A Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) está com inscrições abertas para o workshop “Introdução à Revisão Sistemática Cochrane”, que tem o objetivo de capacitar profissionais da saúde para a leitura e interpretação de Revisões Sistemáticas. O evento será realizado no dia 07 de abril, das 09h às 17h. As inscrições, que devem ser feitas até o dia 05 de abril, e outras informações estão disponíveis no site: www.fmpfase.edu.br.

Dinâmica da Família


A Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) está com inscrições abertas para o Curso de Extensão Compreendendo a Dinâmica da Família, que é voltado para estudantes e profissionais das áreas de saúde, educação ou jurídica que trabalham ou pretendem atuar diretamente com o universo familiar de seus clientes. As aulas serão ministradas nos dias 07, 14, 21 e 28 de maio e 04 de junho, das 17h às 21h, por Glória Maria Dias Mosquéra, psicóloga e professora com vasta experiência em psicoterapia de conflitos familiares, que também atua como supervisora e mediadora Sênior do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. As inscrições, que devem ser realizadas até o dia 03 de maio, estão disponíveis no site: www.fmpfase.edu.br.

sexta-feira, 23 de março de 2018

Fase promove Seminário gratuito sobre Gestão de Projetos


No dia 04 de abril, às 18h30, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) vai promover um Seminário gratuito sobre Gestão de Projetos. O objetivo do evento é mostrar a importância do planejamento e da segurança da informação em projetos.

O seminário é voltado para quem atua ou pretende trabalhar com projetos, principalmente administradores e gestores de empresa, gerentes de projetos, analistas de sistemas e estudantes em geral.

Durante o evento, profissionais do Laboratório Nacional de Computação Científica apresentarão ao público cases sobre desenvolvimento de projetos na área de TI: o primeiro será Wagner Vieira Léo, matemático, pós-graduado em Gestão da Inovação e Tecnologista sênior h-iii do LNCC, que falará sobre os desafios do projeto de implantação do supercomputador.

Na sequência, Leonardo Lima, analista de sistemas, mestre em Tecnologia de Sistemas Informáticos com ênfase em Modelagem de Dados e especialista sênior de Segurança no LNCC, responsável pelo supercomputador Santos Dumont, abordará a segurança da informação em projetos.

A entrada é gratuita e os participantes receberão certificado. Outras informações e as inscrições, que devem ser feitas até o dia 03 de abril, estão disponíveis no site: http://www.fmpfase.edu.br/curso/2018_Evento/1418WorkshopGestaoDeProjetos2018/

Gestão de Projetos

No dia 04 de abril, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) vai promover o seminário “Gestão de Projetos”, que tem o objetivo de mostrar a importância do planejamento e da segurança da informação em projetos. As palestras serão ministradas por Wagner Vieira Léo e Leonardo Lima, do Laboratório Nacional de Computação Científica, que falarão sobre os desafios da implantação do supercomputador em Petrópolis e o desenvolvimento de projetos na área de TI. Com entrada gratuita e emissão de certificado, o evento começará às 18h30. As inscrições, que devem ser feitas até o dia 03 de abril, e outras informações estão disponíveis no site: http://www.fmpfase.edu.br/curso/2018_Evento/1418WorkshopGestaoDeProjetos2018/

Workshop de Nutrição Esportiva e Estética


O curso de pós-graduação em Nutrição Esportiva e Estética da FMP/Fase realizou, nessa quinta-feira(22), o workshop de lançamento da terceira turma da especialização lato sensu, coordenada pela nutricionista Cíntia Azara. O evento contou com a participação do educador físico Murilo Guerra, que animou a plateia com uma palestra motivacional focada em atitudes que inspiram, e do nutricionista Valentim Magalhães, que falou sobre Periodização Nutricional no Esporte. Valentim integra o corpo docente do curso, que tem previsão de início no dia 07 de abril. As inscrições podem ser feitas no site:  http://www.fmpfase.edu.br/pos/SitePos
A coordenadora da pós-graduação em Nutrição Esportiva e Estética da FMP/Fase, ao lado dos palestrantes Murilo Guerra, fundador da Academia Aeróbica de Petrópolis, e Valentim Magalhães, especialista em Nutrição Esportiva e Emagrecimento, e professor do curso.



 
Os professores que compõem o corpo docente da especialização da FMP/Fase compareceram ao evento de lançamento da terceira turma do curso.

 

Cíntia Azara ao lado de Clóvis Albuquerque Maurício, ex-aluno da graduação e da pós-graduação em Nutrição da FMP/Fase, que hoje integra o time de professores da especialização.


  
Valentim Magalhães. Palestra sobre "Periodização Nutricional no Esporte". 

 

Murilo Guerra. Palestra sobre "Atitudes que Inspiram". 

 
 

Coordenador do curso de Medicina da FMP/Fase ministra palestra sobre sustentabilidade


“Sustentabilidade Interior e Exterior: desafios em um planeta em transição”.  Esse é o tema da palestra que o coordenador do curso de Medicina da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase), Paulo K. de Sá, irá ministrar no dia 27 de março, às 18h, na Casa de Cláudio de Souza, subunidade do Museu Imperial. O evento é promovido pela Academia Brasileira Ambientalista de Letras, a ABAL, sendo gratuito e aberto ao público de todas as idades.

O ciclo de palestras da ABAL aborda temas ambientais e sobre sustentabilidade, os quais são apresentados e debatidos junto ao público. Já foram debatidos assuntos como desastres e crimes ambientais, legislação e educação ambiental, urbanismo, coleta seletiva, bíblia e ecologia, e muitos outros de interesse social.

Além de coordenador do curso de Medicina da FMP/Fase, Paulo Klingelhoefer de Sá, é responsável também  pela Disciplina Saúde e Espiritualidade na instituição, e desenvolve estudo sobre Campos Sutis de Energia e suas possíveis leituras e percepções através do Laboratório de Leitura Intuitiva dos Campos de Energia – LINCE. 

quinta-feira, 22 de março de 2018

Chocolates: Professora da FMP/Fase destaca importância de observar ingredientes


A Páscoa se aproxima, e com ela vem a maior oferta de chocolates e a tentação de comê-los cada vez mais. Os nutricionistas advertem que moderação deve ser a palavra de ordem para uma alimentação saudável, nesses dias e no restante do ano. O cuidado deve ser redobrado com as crianças e os diabéticos.

“Indivíduos diabéticos devem ter atenção ao consumo do chocolate diet, pois a ausência do sacarose impacta significativamente na composição do produto, favorecendo ao acréscimo de outro tipo de carboidrato e gordura em excesso, especialmente a saturada. No final das contas, apresenta valor calórico bem similar. O melhor é consultar o nutricionista para equilibrar o consumo dentro de um plano alimentar individualizado”, diz Nathalia Almeida, professora do curso de Nutrição na Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase).

A nutricionista também chama a atenção para o fato de as crianças serem estimuladas a consumirem chocolate precocemente. “O ideal é restringir o consumo nos primeiros dois anos de vida e, após esse período, a oferta poderá ser feita de forma esporádica. O consumo de doces por crianças deverá ser mínimo. Vale a pena salientar a importância da leitura do rótulo do produto para a escolha daquele com menor número de ingredientes, optando por aqueles que não possuem o açúcar como primeiro ingrediente”, ressalta Nathalia.

Para as eternas crianças em busca dos ovinhos dos coelhos de Páscoa, ela recomenda dar preferência ao chocolate com menor teor de gordura possível e maior quantidade de cacau, entre os ingredientes: “O legal é preferir aqueles com teor de cacau acima de 60%. Quanto mais amargo melhor e mais benefícios terá para o corpo.”

Perguntada sobre qual o consumo máximo de chocolate por dia, Nathalia Almeida explica que não existe um número fechado, variando de acordo com a dieta ideal para cada pessoa. “Uma porção usual é estimada entre 25 e 30 gramas. Consumir chocolates que têm avelãs, castanhas e amêndoas é interessante, porque a combinação com as oleaginosas proporciona melhor potencial antioxidante e eleva o teor de fibras do produto”, completa a professora da FMP/Fase.

Café & Boas Ideias


A Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) promove, neste sábado(24), às 9h, o encontro Café & Boas Ideias, com o cirurgião-dentista Ricardo Tesch, que é o coordenador da pós-graduação em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial oferecida na instituição. Na ocasião, ele irá apresentar todas as informações sobre o curso de especialização, que já está em sua 13ª turma. O evento, que é gratuito e aberto ao público, será realizado no auditório do Centro Cultural da faculdade.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Missa de Sétimo Dia: profª Derly Streit


A FMP/Fase convida a todos que conviveram com a professora Derly Streit, que faleceu na última quinta-feira (15), e queiram prestar suas últimas homenagens, para a celebração da Missa de Sétimo Dia, a realizar-se no auditório da faculdade, na próxima quarta-feira, dia 21/03, às 12h.

quinta-feira, 15 de março de 2018

FMP e comunidade acadêmico-científica perdem importante membro nesta quinta-feira


Faleceu, na madrugada desta quinta-feira(15), a professora Derly Streit, Professora Titular e Assessora Acadêmica da Faculdade de Medicina de Petrópolis/Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase). Formada em Medicina pela própria FMP, foi à instituição que dedicou grande parte da sua vida. Ao longo de 40 anos, Derly esteve presente em todos os momentos, liderando movimentos de expansão e lutando pelo reconhecimento da Faculdade de Medicina de Petrópolis junto aos órgãos oficiais de educação superior e educação médica, com convicção, energia e alegria. Nunca hesitou em defender as cores e a camisa da FMP e da Fase, em todas as circunstâncias e incondicionalmente.

Foi uma professora que dedicou sua vida a seus alunos e inspirou muitos colegas a fazerem da educação superior seu maior valor. “A história da Prof.ª Derly se confunde com a nossa história Institucional. Ela sempre colocou suas energias, atitudes e opiniões em permanente esforço de orientação da FMP e da Fase na direção do reconhecimento pela qualidade e integridade, sobretudo nas esferas educacional e científica. Particularmente, foi uma grande amiga, braço direito de minha administração e de quem sentirei muita falta. Ensinou-me o essencial para amar a FMP e conduzi-la pelos caminhos da excelência e do bem”, relata Maria Isabel de Sá Earp, supervisora geral da FMP/Fase.

Derly Streit era doutora em Ciências Biológicas (Biofísica) e mestre em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora Titular de Biofísica e Fisiologia, foi Vice-Diretora da FMP e primeira Coordenadora de Ensino. No âmbito nacional, foi diretora da ABEM – Associação Brasileira de Educação Médica, de 2010 a 2013. Desde 2011, até recentemente, atuava como membro titular da Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação, e, desde 1999, como membro do Corpo de Avaliadores ad hoc para Avaliação de Cursos de Medicina e Radiologia do MEC.
 
Em sua extensa trajetória acadêmica, Derly participou de 46 produções bibliográficas e diversas linhas de pesquisa, dentre elas a que investigava o Fenômeno da Depressão Alastrante no tecido nervoso, visando uma melhor compreensão das relações deste fenômeno com patologias clínicas como a enxaqueca oftálmica e a epilepsia.

Derly Streit deixa marido, dois filhos e quatro netos. Em sua homenagem e em respeito à sua vida dedicada à FMP/Fase, a instituição suspendeu as atividades acadêmicas no campus Barão do Rio do Branco neste dia de saudades. 


 




quarta-feira, 14 de março de 2018

Oficina de Oratória


Os professores da FMP/Fase participaram de uma Oficina de Oratória com o professor convidado, Leandro Gullo, na tarde de ontem (13). A atividade, organizada pelo curso de Nutrição, teve como objetivo ajudar os docentes no aperfeiçoamento da retórica, melhorando assim, a comunicação em sala de aula, em palestras e demais atividades relacionadas. 


USF Boa Vista inicia novo grupo no posto


A Unidade de Saúde da Família da FMP/Fase, localizada no bairro Boa Vista, implantou um novo grupo no posto com atuação dos alunos de Nutrição da faculdade: o COPPA. O projeto é inspirado no grupo que já existe no Ambulatório Escola da instituição, e tem como objetivo controlar a obesidade e doenças associadas, como diabetes e hipertensão, através de acompanhamento nutricional e médico, e atividades de integração entre os pacientes. “A população demonstra preocupação com a saúde e tem aderido ao grupo que vem crescendo ao longo das semanas. A equipe e os participantes valorizam a atividade, aprendendo juntos, participando e melhorando a qualidade de vida de todos”, conta a preceptora de Estágio na unidade, Esthefanie Mello.

 


Dia Internacional da Mulher é comemorado em Unidade de Saúde da FMP/Fase


Alunos, equipe da unidade e pacientes reunidos.
 
Alunos de Medicina e Nutrição da FMP/Fase, junto com a equipe da Unidade de Saúde da Família localizada no bairro Boa Vista, realizaram diversas atividades para as mulheres atendidas pelo posto, na última quarta-feira (07), em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Na ocasião, os alunos tiraram dúvidas sobre saúde e realizaram um bate-papo sobre nutrição e beleza, e autoestima. As pacientes ainda ganharam uma aula de zumba, sessão de beleza, lanche saudável e lembrancinhas. 

Lembrancinha entregue para as pacientes.


Aula de zumba.

Um dos lanches saudáveis preparado para o evento.

terça-feira, 13 de março de 2018

Fase oferece curso de extensão em Estratégias de Inserção Escolar para Crianças com Autismo


Com o objetivo de orientar os profissionais que atuam diretamente com crianças portadoras do transtorno do espectro autista (TEA) na criação de ações para promover sua inserção na escola e garantir, assim, o direito à educação, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) está com inscrições abertas para o curso de extensão em Estratégias de Inserção Escolar para Crianças com Autismo.

“O olhar da escola deve ser o de respeitar as diversidades e diferenças, a singularidade de cada criança ao conhecer seu perfil comportamental, os déficits e as particularidades que apresenta. O aluno autista apresenta características próprias em seu desenvolvimento cognitivo, intelectual e um gosto maior pela escola. Assim, é necessária a criação de um suporte estrutural que habilite a sua inserção ao contexto escolar, favorecendo uma real inclusão”, frisa a psicóloga clínica Maria Dalva Barbosa do Monte, responsável pelo curso de extensão da FMP/Fase.

Diretores, professores do Ensino Fundamental e Médio e demais profissionais da Educação, bem como profissionais e estudantes universitários da área de conhecimento do curso, psicólogos, psicopedagogos e outros interessados em conhecer e auxiliar a inserção de crianças com TEA em ambiente escolar, são convidados a refletir sobre os temas propostos nas aulas do curso de extensão da FMP/Fase.

“Nessa tarefa de inserção da criança autista no ambiente escolar, faz-se necessária uma abordagem multidisciplinar. Nessa proposta, a escola é levada a pensar em incluir, no seu planejamento pedagógico, propostas curriculares que possibilitem a criação de um espaço onde possam se encaixar elementos físicos, humanos e materiais, específicos e adaptados às necessidades de cada criança”, explica o psicólogo clínico Gustavo Gonçalves de Oliveira, também responsável pelo curso de extensão da FMP/Fase.

As aulas estão previstas para os dias 05, 12, 19 e 26 de maio de 2018 (sábados), das 14h às 18h. Outras informações e as inscrições, que devem ser realizadas até 2 de maio, estão disponíveis no site: www.fmpfase.edu.br.

Acolhimento Especial


Recepcionar os novos colegas de profissão de forma acolhedora já está se tornando uma tradição por aqui. Os alunos do curso de Recursos Humanos da FMP/Fase organizaram, no último sábado (10), uma manhã especial para os novos estudantes com lanche, bate-papo sobre o curso de Gestão e sua ascensão no mercado de trabalho, a dinâmica de integração do "pirulito", onde o objetivo é demonstrar que durante a vida corporativa é necessário pedir e oferecer ajuda. O acolhimento contou também com a colaboração dos professores, Fabio Brandão, Humberto Medrado e Luciene Lopes, e com a participação da ex-aluna do curso, Roberta Berg, que falou sobre a sua trajetória acadêmica. Hoje, ela atua na área de RH da Empresa Braziline. 



 

Somos mulheres e enfermeiras


Míriam Heidemann
Coordenadora dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem da FMP/Fase


Neste mês dedicado ao debate sobre a importância da valorização da mulher, cabe aqui uma reflexão sobre o papel das enfermeiras na nossa sociedade.

Claro que somos sensíveis: sensibilidade fortalece, não enfraquece. Somos femininas: feminilidade é manifestação de inteligência. Somos determinadas: temos filhos, companheiros(as), pais, irmãos, família.  Somos apaixonadas: amamos os sonhos e a vida. Queremos ser felizes e fazer outros felizes. Somos enfermeiras: cuidamos, estudamos, assumimos, brigamos pela vida de um, ou de muitos. Simples assim, apenas ser mulher, uma mulher enfermeira.    

A história foi cruel conosco, especialmente com aquelas que se dedicavam a cuidar de outros e outras: fomos apelidadas de bruxas, e pagamos muito caro por esse crime.

Morremos em guerras, epidemias, doenças desconhecidas, mas sempre estamos à frente, 24 horas de cuidado à pessoa, família, comunidade. Sem tempo, muitas vezes, para nós próprias, com tempo para todos os que precisam do nosso cuidado.  Essa é a nossa essência, assim somos felizes como mulheres e enfermeiras.

Apesar de vivermos no século XXI, ainda somos discriminadas, em muitos cenários, como mulheres e como enfermeiras.  Muitos não gostam da nossa intelectualidade, autonomia, diferenças, sexualidade, liberdade e direito.  É uma luta diária a conquista de espaços sociais, e o direito/dever de garantir a vida de outro alguém.

Continuamos a ser ofendidas e insultadas quando discordamos, queremos fazer diferente e buscamos sonhos e caminhos.  Uma qualidade pulsa: somos guerreiras. Sabemos batalhar pela vida, pelos filhos, família, trabalho, pacientes, usuários, país, crenças e ideais.

Somos enfermeiras. Descobrimos novos valores na saúde e na doença, e todo dia é dia no exercício do que consideramos certo, belo, justo, virtuoso, transcendente e útil. É a estratégia de inserção significativa na sociedade.  

Pensamos que, para “ser enfermeira”, pressupõe-se a existência de um “eu pessoal” (mulher) e de um “eu profissional”, que se coadunam todo o tempo. Não existem determinados momentos para a práxis da Enfermagem, pois ela obriga a uma dedicação integral ao longo da vida.  

O que queremos? Mudar a história, acabar com a miséria, aliviar o sofrimento e garantir qualidade e quantidade de vida, como direito humano básico. Seremos sempre protagonistas desse senso de dever, missão, vocação, seja lá o nome desse sentimento que nos impulsiona a transcender a nós mesmas e ir à frente, sempre na busca do horizonte das conquistas possíveis e impossíveis, em razão da vida e da humanidade.   

segunda-feira, 12 de março de 2018

Saúde com Nutrição: a boa receita


Caroline Geoffroy Ribeiro
Coordenadora da Especialização em Gastronomia Aplicada à Nutrição da FMP/Fase

 
O estilo de vida corrido das pessoas faz com que o momento da alimentação muitas vezes seja caracterizado pela conveniência e praticidade e não pela qualidade nutricional do alimento que se consome. Somado a esse fator, o sedentarismo é comum nesse estilo de vida, onde o trabalho exige mais horas de dedicação diária, restando pouco tempo para prática de exercícios físicos.

Os alimentos frequentemente inseridos na dieta alimentar moderna contém em sua composição alta densidade energética, gorduras saturadas e trans, alto índice glicêmico e baixo teor de fibras, estando associados à má alimentação e ao ganho de peso excessivo.

Como consequência, a obesidade torna-se hoje um grande problema de saúde pública que afeta adultos e crianças em todo o mundo e pode trazer agravos importantes à saúde, como diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão, câncer, entre outros.

            Logo, para lembrar o Dia da Saúde e Nutrição, 31 de março, é válido parar e refletir sobre a sua alimentação e o seu estilo de vida. A prática regular de exercícios físicos, associada a uma alimentação equilibrada, isto é, rica em nutrientes considerados essenciais para o bom funcionamento do organismo, pode prevenir o surgimento de doenças crônicas não transmissíveis.

            Aqueles que desejam estabelecer uma rotina alimentar saudável devem preconizar o consumo de alimentos in natura ou minimamente processados, como os legumes, verduras, frutas, leguminosas, ovos e evitar o consumo de alimentos processados e ultraprocessados, que foram acrescidos de sal, açúcar e substâncias artificiais em alguma etapa do processamento na indústria.

O consumo regular de frutas e hortaliças fornece ao organismo alto teor de fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes, contribuindo com baixa densidade energética e promovendo saciedade. Em contrapartida, os alimentos ultraprocessados têm como característica alto percentual de gorduras saturadas, gorduras trans, sódio, baixo teor de fibras e alto índice glicêmico estando associados à má alimentação e ao ganho de peso excessivo. Para quem só come esses produtos, está na hora de escolher novos hábitos, em nome da boa saúde.

sexta-feira, 9 de março de 2018

Seminário gratuito aborda as novas tendências em gastronomia na Fase


A alimentação saudável é um tema que faz cada vez mais parte da preocupação das pessoas, já que não há mais dúvidas de que comer os alimentos certos influencia diretamente na qualidade de vida e no bem-estar.

Pensando nisso, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) realiza, no dia 27 de março, o seminário “Novas tendências em gastronomia: o que o brasileiro está comendo?”.  Voltado para o público em geral, a entrada é gratuita.

O evento será realizado no Auditório do Centro Cultural da Fase, das 18h30 às 20h, e vai abordar assuntos como gourmetização, sustentabilidade, consumo de alimentos orgânicos, rotulagem de produtos alimentícios e valorização da “comida de verdade”. O público receberá um certificado de participação.

O seminário será conduzido pela nutricionista e gastrônoma Caroline Geoffroy, mestre em Alimentos e Nutrição, cuja experiência inclui trabalhos em estabelecimentos renomados como Confeitaria Colombo e Restaurante Garcia & Rodrigues, além de lecionar para o curso de graduação em Nutrição e coordenar a pós-graduação em Gastronomia (Técnicas Empreendedoras em Alimentação), ambos da FMP/Fase.

O evento ainda contará com a participação de outros profissionais renomados das áreas de Gastronomia e Nutrição: Najara Werneck, gastrônoma com certificado em Food Protection Manager, especialista em confeitaria L´Academie de Cuisine e consultura de treinamentos de equipes para eventos e restaurantes, com experiência em eventos como as olimpíadas de Londres e do Rio; Daniela Canto, sócio-proprietária da empresa Frozen Spa, e Léo Ventura, administrador e sócio-proprietário da empresa Café Carioca.

Outras informações e as inscrições, que devem ser feitas até o dia 26 de março, estão disponíveis no site: http://www.fmpfase.edu.br/curso/2018_Evento/1018NovasTendenciasGastronomia2018/.