segunda-feira, 26 de março de 2018

FMP/Fase participa da criação da “Carta de João Pessoa”


A Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) marcou presença no seminário preparatório sobre “O SUS diante das violências: vivências, resistências e propostas”, realizado em João Pessoa, na Paraíba, nos dias 20, 21 e 22 deste mês. O evento, promovido pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), teve como objetivo debater e levantar sugestões de enfrentamento a todos os tipos de violência e conflitos nos territórios de serviços de saúde.

Um dos resultados do encontro foi a redação da “Carta de João Pessoa”, um documento que contém propostas que surgiram ao longo dos debates. Pensar em uma saúde visando à valorização das particularidades dos povos indígenas e comunidades tradicionais ou quilombolas; incluir disciplinas que tenham como temática as relações humanas na saúde, ética, cidadania e violência; e garantir à população LGBT o acesso às PICS (Práticas Integrativas e Complementares), são exemplos de tópicos destacados na carta. 

A carta está sendo redigida de forma colaborativa entre o coordenador de Projetos e Extensão da FMP/Fase, Ricardo Tammela, e outros profissionais e estudantes presentes no seminário. Ela será apresentada no 12º Congresso Nacional de Saúde Coletiva, marcado para julho deste ano, no Rio de Janeiro.

Ricardo Tammela, coordenador de Projetos e Extensão da FMP/Fase, durante o evento promovido pela Abrasco: “O SUS diante das violências: vivências, resistências e propostas”.

O coordenador de Projetos e Extensão da FMP/Fase, Ricardo Tammela, com estudantes, professores e profissionais da saúde de diferentes regiões do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Departamento de Comunicação Faculdade Arthur Sá Earp Neto e Faculdade de Medicina de Petrópolis